Arquivo da categoria: CETESB

Cubatão: estância climática para curar doenças respiratórias!!!

Cubatão é uma estância climática para curar doenças respiratórias?

 “Observem o verde na paisagem. Respirem o ar puro, a plenos pulmões, e anotem mais esse inesperado argumento de vendas. Conheçam as oportunidades únicas na Baixada que Cubatão oferece aos bons empreendedores”.

Essas palavras são da prefeita de Cubatão, Marcia Rosa (PT), pronunciadas no início de junho durante um discurso em Barcelona, na Espanha, quando ela tentava vender a “imagem” da cidade para empresários europeus investirem no município.

Em Cubatão, como nos médios e grandes centros urbanos dos países desenvolvidos e em desenvolvimento, é praticamente impossível escapar dos poluentes, do trânsito carregado quase todos os dias nas estradas que cortam a cidade, das micropartículas liberadas pela queima dos combustíveis (principalmente do óleo diesel com alta concentração de enxofre), das substâncias químicas despejadas no ar pelas indústrias e atividades portuárias, entre outras fontes poluidoras.

Na Baixada Santista é muito raro não termos um parente ou conhecido que não sofre de patologias respiratórias, que resultam da poluição do ar. E na maioria das vezes quem paga o preço da má qualidade do ar são as crianças e idosos. Inclusive com a morte.

Estudos da USP (Universidade de São Paulo), estimam que a poluição do ar na região metropolitana de São Paulo provoque a morte prematura de 3.000 pessoas por ano. Alguém duvida que o mesmo não aconteça na Baixada Santista?

A prefeita de Cubatão, assim como outros políticos e grandes empresários, ainda não entendeu e percebeu que o município está saturado de indústrias pesadas, de grandes empreendimentos. Que a cidade tem que ser feita para os seres humanos, e não para as indústrias, que continuam “roubando” espaços vitais das pessoas e dos animais.

No dia 13 de julho, “A Tribuna On-line” divulgou um texto sob o título “Nível da poluição do ar em Cubatão é péssimo, segundo Respirômetro”, http://www.atribuna.com.br/noticias.asp?idnoticia=103583&idDepartamento=5&idCategoria=5).

Que a qualidade do ar na cidade não é dos melhores não é nenhuma novidade, somente a prefeita, seus assessores e os empresários que não moram em Cubatão dizem o contrário. Nos dias mais crônicos, secos, é possível sentir a poeira no rosto e perceber as fuligens nos carros, nas folhas e outras superfícies. E se isso não bastasse, ainda tem o cheiro de produtos químicos que exalam das indústrias.

O “curioso” é que o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) da cidade costuma afirmar que 99% das fontes poluidoras estão atualmente “sob controle”. A prefeita de Cubatão, Marcia Rosa (PT), também com freqüência cita esta porcentagem. Ora, se quase 100% das fontes poluidoras estão “sob controle”, então porque é comum encontrarmos o ar de Cubatão saturado, acima do aceitável?

No dia 21 de julho, o portal da internet da Cetesb (agência ambiental estadual) apontava que o índice de qualidade do ar medido em Cubatão no Centro era “regular” e “inadequada” na Vila Industrial. Um detalhe: sabemos que os índices de medição da conivente Cetesb não são rigorosos como o dos institutos ambientais dos Estados Unidos e Europa.

A CIESP, a CETESB e a Prefeitura deveriam internalizar o passivo ambiental distribuindo máscaras antipoluição para os seres humanos que habitam e visitam Cubatão, a começar pelos futuros doentes de tuberculose catalães em busca da cura na cidade.

Edição de texto original de Moésio Rebouças por Carlo Romani.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Baixada Santista, CETESB, Contaminacao quimica, Cubatao, poluiçao ambiental

Cubatão!!! Verde no marketing e no outdoor; Preta e cinza no ar e na agua.

Vídeo mostra flagrante de indústria em Cubatão lançando no ar fumaça preta

Nesta terça-feira, 5 de abril, às 17 horas, a Companhia Brasileiro de Estireno, instalada na Avenida Nove de Abril, ao lado do Rio Cubatão, lançou por mais de 20 minutos uma fumaça preta no ar de Cubatão. Um forte odor químico também exalava da indústria. Assistir o flagrante no video abaixo:

Esse vídeo foi gravado de um celular, desde o Poliesportivo Roberto Dick, no centro de Cubatão. As imagens não são de boa qualidade, contudo, explicitam a emissão de gases tóxicos na atmosfera do município. A seguir, a foto da torre de onde partiu a emissão da fumaça negra.

Companhia Brasileira de Estireno - fumaca preta

A Companhia Brasileiro de Estireno está na lista das 100 maiores indústrias emissoras de CO2 no Estado de São Paulo.

Reportagem enviada por Moésio Rebouças.

ATE QUANDO A CETESB VAI CONTINUAR AFIRMANDO QUE A QUALIDADE DO AR EM CUBATAO ‘E BOA?

Deixe um comentário

Arquivado em Baixada Santista, CETESB, Contaminacao quimica, Cubatao, greenwash, poluiçao ambiental, Uncategorized

Mais CETESB!!! Podemos confiar?

Recebemos essas imagens enviadas pelos companheiros Carlo e Gabi, tiradas na terça-feira passada, dia 01/01/2011, às 17 horas na Praia da Enseada, em Guarujá, na altura da Rua Santa Maria. Felizmente, a tecnologia digital ainda não consegue capturar e retransmitir o odor, neste caso o mau cheiro, assim, nós poupamos o leitor das náuseas, mas fiquem com as belas imagens do fim de tarde.

Se você foi uma das milhares de vítimas da super-bactéria deste verão em Guarujá, e for entrar com uma ação por danos morais e físicos contra a omissão da Prefeitura Municipal de Guarujá, contra a SABESP pela ausencia de saneamento basico no municipio de Guaruja, contra a Secretária de Estado da Saúde pelo deficiente atendimento dos postos de saúde, aconselhamos estender a ação à CETESB. Pois nosso órgão de tecnologia em saneamento ambiental que tem por missão fiscalizar e controlar a poluição existente em todos os ambientes, ao dar sinal verde para o acesso à praia, afirmando que os “coliformes fecais” estavam abaixo do limite permitido, autorizou os cidadãos a correrem o risco de serem envenenados. E ao Ministério Público caberia investigar se a CETESB é co-responsável pelo surto de viroses no município de Guarujá em janeiro deste ano. A seguir o link de acesso a pagina de balneabilidade das praias de Guaruja da CETESB:

http://www.cetesb.sp.gov.br/qualidade-da-praia/guaruja

1 comentário

Arquivado em Baixada Santista, CETESB, Guaruja, poluiçao ambiental